AdSense

ÚLTIMAS

recentposts

Sete dias após tragédia de Mariana, Dilma sobrevoa regiões afetadas

A presidente Dilma Rousseff sobrevoa a região mineira e cidades do Espírito Santo nesta quinta (12)

Publicado em 12/11/2015, às 11h56

Da Folhapress

A visita ocorre um dia depois de o Ibama ter anunciado uma multa à mineradora Samarco / Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A visita ocorre um dia depois de o Ibama ter anunciado uma multa à mineradora Samarco

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Sete dias depois da tragédia de Mariana (MG), quando um "mar de lama" destruiu um vilarejo, causou a morte de pelo menos seis pessoas e o desaparecimento de outras 19, a presidente Dilma Rousseff sobrevoa a região mineira e cidades do Espírito Santo nesta quinta-feira (12).

LEIA TAMBÉM

  • Mariana: temor de ruptura de nova barragem força retirada de moradores
  • Donas da Samarco criam fundo de assistência a vítimas em Mariana (MG)
  • Governo será rigoroso na punição da Samarco por desastre em Mariana, diz ministra
  • Sexta vítima de Mariana é confirmada; há dois corpos sem identificação
A visita ocorre um dia depois de o Ibama ter anunciado uma multa à mineradora Samarco. Nesta quarta (11) também, os executivos da Vale e da BHP -donos da empresa responsável pelas minas foco da tragédia- falaram publicamente pela primeira vez.
Na quinta (5) da semana passada, duas barragens se romperam em Bento Rodrigues e destruíram o subdistrito de Mariana. O mar de lama que saiu do local desembocou em rios e já afeta outras cidades mineiras e até do Espírito Santo. Oficialmente, 19 pessoas estão desaparecidas com a tragédia e foram achados oito corpos -seis deles já identificados.
Representantes do governo Dilma até visitaram a região após a tragédia. Foram os ministros Gilberto Occhi (Integração Nacional) e Nilma Lino Gomes (Direitos Humanos), mas nenhuma medida foi anunciada depois disso.
Nesta quarta (11), quando onda de lama já chegava a Colatina (ES), o governo federal declarou estado de emergência na região. A data coincidiu com a primeira aparição pública dos presidentes da Vale, Murilo Fereira, e da BHP, Andrew Mackenzie, que anunciaram a criação de um fundo de assistência às vítimas e ao meio ambiente.
No mesmo dia, o Ibama informou que multará a Samarco em até R$ 100 milhões por lançamento de rejeitos nos rios e perda da biodiversidade. O prefeito de Mariana, Duarte Júnior (PPS), estima que precisa no mínimo desse valor para recuperar a cidade. Ao menos 600 pessoas ficaram desalojadas e estão em hotéis da região.
ESPÍRITO SANTO
Nesta quinta (12), o governo do Espírito Santo pediu a ajuda do Exército e do Ministério da Integração para enfrentar os problemas provocados pela onda de lama e rejeitos de mineração que se desloca pelo rio Doce e deve atingir no próximo sábado (14) os municípios de Baixo Guandu, Colatina e Linhares.
As três cidades capixabas têm, juntas, cerca de 280 mil habitantes e a maior parte dessa população deve ter o abastecimento de água suspenso por conta da alta concentração de lama no rio Doce. O pedido foi feito um dia antes da visita agendada pela presidente Dilma, que deve percorrer hoje as regiões afetadas.
O secretário de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, João Coser, informou que o pedido foi feito pessoalmente pelo governador Paulo Hartung (PMDB), em conversa com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi.
Sete dias após tragédia de Mariana, Dilma sobrevoa regiões afetadas Reviewed by Bom Jardim News on quinta-feira, novembro 12, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os Direitos Reservados Bom Jardim News © 2017

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.