AdSense

ÚLTIMAS

recentposts

PMDB muda tom sobre programas sociais ao defender reforma da Previdência

Primeiro, partido de Temer disse em propaganda que, sem reforma, programas sociais acabarão; em nova peça, legenda afirma que ampliou programas e que mudanças garantirão 'o futuro do Brasil'.



Peças publicitárias do PMDB relacionam reforma da Previdência à continuidade dos programas sociais (Foto: Reprodução)








Apos veicular uma peça publicitária no Facebook afirmando que sem a reforma da Previdência Social os programas sociais acabarão, o PMDB, partido do presidente Michel Temer, veiculou uma nova propaganda nas redes sociais sobre o assunto e mudou o tom sobre o futuro dos programas.
No último dia 2, a legenda havia afirmado em uma mensagem que, se a reforma não for aprovada pelo Congresso Nacional, programas como o Bolsa Família e o Financiamento Estudantil (Fies) deixarão de existir (veja na imagem acima, à esquerda).
Na nova peça, divulgada pelo partido durante o fim de semana no Facebook, o PMDB afirma que o Bolsa Família e o Fies foram ampliados e a reforma vai garantir "o futuro do Brasil" (veja na imagem acima, à direita).
Procurada, a Secretaria de Imprensa da Presidência informou que o governo não vai se pronunciar sobre o assunto. O G1 também procurou o PMDB e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.
Atualmente, o projeto que estabelece a reforma da Previdência está em discussão em uma comissão especial da Câmara, responsável por analisar as propostas. Em seguida, caberá ao plenário da Casa votar a reforma e, na sequência, ao Senado.
Entre outros pontos, o Palácio do Planalto propôs idade mínima de 65 anos para homens e mulheres poderem se aposentar; tempo mínimo de contribuição para o INSS de 25 anos; e contribuição por 49 anos para o cidadão ter direito à aposentadoria integral.
Entenda: as propostas de Temer para a reforma da Previdência Social
Desde que apresentou a proposta de reforma, o governo tem dito que as mudanças na Previdência são necessárias para que as aposentadorias continuem a ser pagas. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, já chegou a dizer que a reforma é uma "necessidade", não um desejo do Executivo.

Temer e os programas sociais

Desde que assumiu o Palácio do Planalto, em maio do ano passado, Temer fez inúmeros discursos afirmando que, na gestão dele, os programas sociais não serão extintos.
Em 2016, ele chegou a enviar uma carta ao Congresso Nacional na qual disse que os programas sociais são "prioridade" do governo.
Na mensagem, o presidente também disse que o Poder Executivo trabalha "incessantemente" para que as famílias tenham melhora na renda.
Ainda em maio do ano passado, quando assumiu como presidente em exercício, Temer fez um pronunciamento no Palácio do Planalto, no qual declarou que manterá os programas sociais, entre os quais Bolsa Família, Pronatec e Minha Casa, Minha Vida.
* Colaborou Luciana Amaral, G1, Brasília





























PMDB muda tom sobre programas sociais ao defender reforma da Previdência Reviewed by Bom Jardim News on segunda-feira, março 06, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os Direitos Reservados Bom Jardim News © 2017

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.